Queda nas vendas do comércio

Home » Notícias » Notícias » Queda nas vendas do comércio

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou os números da Pesquisa Mensal do Comércio (PMC) referentes ao mês de agosto. O indicador de volume de vendas no país retraiu 0,6% em comparação com o resultado de julho. Em relação a agosto de 2015, o índice recuou 5,5%. O volume de vendas, que no acumulado de 12 meses caiu 6,7%, segue influenciado pela deterioração dos indicadores macroeconômicos, percebida, principalmente, pelas condições do mercado de trabalho. Para o varejo ampliado, os índices de vendas seguem mais preocupantes: -7,7% na comparação mensal e -10,2% no acumulado de 12 meses.

O economista da Fecomércio MG, Guilherme Almeida, destaca que o cenário de fragilidade do mercado, com avanço do desemprego e queda na renda, continuará a impactar o volume vendido pelo setor. Além disso, o elevado custo do crédito não garante a retomada do consumo por parte das famílias, sobretudo de bens duráveis, que necessitam de melhores condições de financiamento.

Em Minas Gerais, o indicador mostrou recuo de 0,4% entre agosto e julho de 2016, para o varejo restrito. Nas demais bases de comparação o resultado foi de –1,0% em relação a agosto de 2015, -1,1% no ano e -1,5% em 12 meses.

Serviços

A Pesquisa Mensal de Serviços (PMS) mostrou nova queda nessa atividade. Na comparação mensal, ela recuou 3,9% (agosto/2016 frente a agosto/2015). Resultados negativos também podem ser observados nas demais bases: -4,7% no acumulado de 2016 e -5,0% em 12 meses. A redução foi liderada, principalmente, pelos serviços de transporte (-9,0%) e aqueles prestados às famílias (-4,1%).

Acesse os estudos nos links abaixo: